ALISSON VALE: CONHEÇA O FUNDADOR DO SOFTWARE ZEN

Eu sou o ALISSON VALE...

Vivo em Brasília, Brasil. Meu trabalho é ajudar pessoas e empresas em todo o país, e no exterior, a melhorarem os resultados que obtêm de seus projetos de software via diminuição de custos, eliminação dos atrasos, melhoria na qualidade e na satisfação de clientes e das equipes envolvidas.

Eu trabalho com desenvolvimento de software desde os quinze anos. Depois de trabalhar em várias iniciativas nessa área, principalmente no setor governamental, eu iniciei meu primeiro empreendimento em 1999. Em 2004 fundei a Phidelis, uma empresa focada em produtos para escolas e faculdades privadas. Um ano antes disso, eu tive meu primeiro contato com o Manifesto Ágil, começando um processo de estudo e aplicação das várias práticas e métodos que incorporavam essa filosofia. Esse foi o meu primeiro contato com um novo modo de pensar o trabalho do conhecimento e também com toda uma nova forma de trabalhar a engenharia de código e design de produtos de software.

Em 2008, minha empresa estava crescendo e métodos Ágeis tradicionais – a maioria deles orientada mais para o desenvolvimento de novos produtos – não estavam lidando bem com o novo terreno de complexidade na qual minha empresa estava operando. Procurando por uma resposta, eu encontrei o Kanban, um método para design evolucionário de processos em organizações. O Kanban me permitiu não apenas manter as conquistas trazidas pelos métodos Ágeis, mas também adaptar minha organização para um ambiente mais complexo.

Em 2009, depois de ser apresentado a uma das grandes mentes por trás do método Kanban para desenvolvimento de software, David Anderson. Ele me convidou para apresentar os meus estudos de caso na primeira conferência sobre o tema nos EUA. Foi em Miami e foi memorável pois foi o início de um movimento que claramente mudou o mundo da gestão de software desde então.

Assista a esse pequeno documentário que produzi para te explicar como eu cheguei aqui

Em 2010, eu também palestrei em Atlanta, onde ocorreu a conferência de Kanban do ano seguinte. Nessa conferência, eu tive a imensa satisfação de ser premiado com o prêmio Brickell Key Award que até hoje é dado anualmente a quem se destaca no assunto no mundo todo. Esse prêmio é oferecido àqueles com “conquistas e contribuições excepcionais a comunidade”.

Desde então eu tenho usado Kanban nas várias iniciativas em que tenho me envolvido, além de estar ajudando outros a fazê-lo também. Seguindo por esse caminho, tenho trabalhado com uma grande quantidade de empresas, incluindo grandes empresas como Petrobrás, Infoglobo, Embraer, Microsoft e outras. Durante esse tempo, apresentei minhas idéias e estudos de caso em conferências e grupos de estudo em todo o mundo: EUA, Europa e em quase todas as capitais do Brasil.

Kanban é um instrumento incrível, com uma comunidade inigualável contribuindo com idéias e histórias. Contudo, hoje não estou restrito a ele. Minha atenção tem se expandido para tudo que é necessário e importante em termos de organização de nossos projetos, como por exemplo, Systems Thinking.

Em 2012, eu fui honrado com um convite para me tornar um “fellow” da “Lean Systems Society”, uma organização internacional com um propósito muito nobre: melhorar o mundo por meio da melhoria dos seus sistemas.

Em 2015, comecei uma nova iniciativa, o Software Zen. Um programa de treinamento online para gerentes, líderes técnicos e desenvolvedores de software que lidam no cotidiano com o desafio de organizar projetos para que funcionem de forma otimizada e sem desperdícios. E esse tem sido todo o meu foco de atenção atualmente.