Domínio das circunstâncias: o segundo passo da transformação

Ter consciência e domínio das circunstâncias que te impedem de progredir é uma etapa bastante importante da nossa evolução pessoal. Todos temos circunstâncias, ou condições que nos criam dificuldades quando estamos em busca do que queremos.

Certa vez, uma pessoa conseguiu um encontro com um grande especialista cheio de ideias inovadoras em sua área. Ela começou a conversa com ele assim:

— Eu tenho acompanhado seu trabalho, li seus livros e assisti suas palestras. Sei que você faz coisas similares ao que eu faço, mas, obviamente, você sabe coisas que eu não sei.
Afinal, trabalha em um nível completamente diferente. Eu quero fazer o que você faz.

— Ok, eu posso te ajudar, mas isso vai ter um custo pra você.

Ela recuou e perguntou:
— Quanto?

Aí ele disse algo surpreendente e que essa pessoa jamais esqueceu.

— Aí está o seu problema. Você pensa que o quanto algo custa tem a ver com que você quer.

Ela não entendeu e pensou: “É claro que tem a ver com o que eu quero. Enquanto eu não souber quanto custa, eu não vou saber se posso ter”.

Então ele reforçou:

— Estou dizendo, esse é seu problema. Você vive uma vida dirigida pelas suas condições. Pensa que as condições têm poder sobre você.

E continuou:

Esteja certo sobre o que quer. Eu te mostro alguns passos, mas enquanto você achar que as condições controlam o que você quer, sempre vai estar limitada por elas, e nunca terá o que precisa pra chegar aonde quer.

O primeiro passo para iniciar um processo de transformação é reconhecer:

Você pode ter uma condição sem permitir que a condição tenha você.

Isso vale para a sua vida pessoal e para o seu projeto. Enquanto você não assumir o protagonismo das coisas e proativamente desenhar a estrutura do que faz, você estará sempre refém das condições. Apenas reagindo aos eventos do dia a dia e nunca evoluindo para o seu próximo nível.

Assim, eventualmente você pode se deparar com questões culturais nas empresas, pessoas com mentalidades desalinhadas, times inexperientes, mercado competitivo, incerteza excessiva, pouco dinheiro, localização geográfica desfavorável, plataforma técnica desatualizada ou qualquer outra dessas condições ou circunstâncias que é tão comum vermos por aí. Sim, elas de fato dificultam muito a nossa caminhada rumo ao que queremos. Mas elas sempre vão existir!

Ninguém foi bem sucedido porque não teve as condições que você tem. As pessoas são bem sucedidas porque souberam vencer a despeito das condições em que estavam inseridas. Não se iluda, todos temos as nossas.

Evite, então, que a condição tenha você… Faça o que na psicologia chamamos de Cognitive Reframing. Transforme o negativo em positivo e faça a âncora na perspectiva positiva da condição. Transforme o esforço em chegar onde você quer em uma atividade de Problem Solving, onde a condição é apenas uma das restrições que envolvem a problemática. 

Estar certo sobre o que quer é o primeiro passo. Se libertar das amarrações e ter domínio das circunstâncias que pesam em você vem logo a seguir.

Transformação significa “mudar a forma da estrutura”.

E essa é a missão do Software Zen, mudar a estrutura do que você pensa e do que você faz, te levando a um próximo nível.

Esse é um dos assuntos discutidos no nosso evento Mastermind e também, mais de perto, no Mastercoach junto com os ganhadores do jogo “A Batalha Zen” que acontece durante o programa.

E você? Quais são as circunstâncias que dificultam sua evolução para o mundo da Agilidade e da gestão enxuta? Coloque seu comentário aqui embaixo e vamos discutir como lidar com essas condições e fazer o “reframing” necessário.

  • Bem, estou muito admirado com tudo isso, assisti as palestras e gostei muito. Mas as condições que estou inserido dificultam minha caminhada, porém, não desisto e acredito que posso chegar lá. Onde quero chegar? Ser um ótimo profissional nesta área, criar software úteis para as pessoas. Aprender e evoluir sempre.