A comunicação efetiva e o seu papel na emergência da liderança sistêmica

— “Por que quando alguém não entrega algo, consideramos essa pessoa enrolada, incompetente; mas quando somos nós que não entregamos, é porque estamos sobrecarregados, com muita coisa pra fazer?” — perguntou o Henrique Santana na edição passada do curso de Liderança Sistêmica, cuja a 2a. edição começará na próxima terça-feira aqui no Software Zen. 

Ele nos explica que, em tal exemplo, temos um mesmo fato, “alguém não entregou algo”, mas com uma conotação bem diferente e, frequentemente, formada a despeito de todas as particularidades da situação vivida.

Como já nos explicou o filósofo Immanuel Kant, carregamos conosco uma espécie de filtro de interpretação cognitiva a priori. Funciona assim: antes de chegar a nossa consciência, os fatos brutos passam por uma camada interpretativa que mapeia a realidade que nos interessa, atribui valor às coisas, identifica ameaças, ressalta oportunidades, etc.

Isso nos coloca em uma posição peculiar em relação ao mundo. Nunca o vemos como ele realmente é, pois nunca conseguiremos vê-lo fora da nossa própria estrutura de consciência. Em outras palavras, trazemos conosco filtros de percepção que não podem ser desligados, e isso nos impede de ver o mundo de forma completamente objetiva.  

As repercussões dessa ideia são muito importantes. Não só como argumentação filosófica, mas como geradoras de decorrências práticas para nós como indivíduos, especialmente no âmbito da nossa relação com os outros.

— “Toda conversa difícil se torna difícil porque a gente está julgando o outro, não porque estamos tratando sobre fatos.”, — continua o Henrique explicando a questão.

As pessoas não reagem a fatos, mas aos julgamentos que fazemos a priori desses fatos. O julgamento que você faz pode até ser verdadeiro em alguma perspectiva qualquer, mas ele não ajuda em nada o processo de comunicação que precisa ser utilizado para resolver a questão central que gira em torno do fato.

Assim, mesmo que estejamos presos a essas estruturas de interpretação a priori que Kant nos descreve, é muito importante que façamos um esforço para remover os julgamentos que carregamos junto com essas interpretações, de forma que, em nome de uma comunicação efetiva, possamos nos aproximar o máximo possível da objetividade dos fatos. 

A comunicação efetiva é certamente um dos grandes desafios de líderes e gestores enquanto interagem com suas equipes. Essa comunicação começa com a observação dos fatos. Ela se torna efetiva quando nos leva a estruturar, em conjunto, um caminho de ação que lide com o problema central que originou o fato. Sem os julgamentos, as conversas difíceis se tornam mais leves e objetivas, e a liderança sistêmica emerge. 

Nesse vídeo, você pode acompanhar um trechinho de uma conversa que eu tive com o Henrique sobre isso há alguns anos atrás.

O módulo 2 do curso de Liderança Sistêmica será todo sobre como verdadeiros líderes e gestores estruturam seu processo de comunicação para que esta seja efetiva e de fato facilite as interações entre as pessoas da equipe.

Veja a ementa do módulo 2: 

– Ken Wilber e os níveis de consciência
– A comunicação de acordo com os níveis de consciência
– A Empatia Assertiva de Kim Scott
– Os quadrantes da comunicação: empatia assertiva, empatia nociva, insinceridade manipuladora e agressividade ofensiva
– O que está por trás da comunicação em grupo
– Resolver o problema vs Consertar o outro
– O alinhamento entre comportamento e necessidades
– Expectativas Claras: Como fazer um pedido efetivo
– Escutar para Compreender
– Comunicação não violenta
– A comunicação baseada em fatos e não em julgamentos
– Como ter conversas difíceis usando a comunicação não violenta
– Como dar feedbacks, elogiar e criticar
– Como criar uma cultura de feedback
– Ferramenta: Mapa de Reconhecimento
– Desenvolvimento de Talentos e Aprendizagem
– Ferramenta: Quadro de Competências
– Planos e práticas de aprendizado
– Como ter conversas transformadoras
– Como trabalhar as estruturas e relações
– As reverberações da alta hierarquia

Você fica sabendo mais sobre esse e os outros módulos do curso nessa página…

Se você ainda não fez sua matrícula, esse é o link para estar conosco, a partir da semana que vem, em mais uma jornada de aprendizado transformadora do Software Zen. O curso de Liderança Sistêmica acontece uma vez por ano por aqui. Depois dessa, a próxima turma será só em novembro de 2020.

Se você já fez sua matrícula, segura aí a ansiedade que começaremos logo logo, a primeira aula já está marcada para essa terça-feira, 05/11. 😉