Aprendendo “por osmose” com Kent Beck, Mary Poppendieck, Uncle Bob, Steve Wozniak e outros grandes nomes

No meu último post, eu falei um pouco sobre a importâncias das histórias:

Para podermos prosperar no mundo novo que vivemos, precisamos penetrar o mais fundo possível na rede de práticas, de histórias e de conceitualizações que se relacionam ao nosso espectro de necessidades para que possamos compor a nossa própria linha de atuação. No mundo moderno, onde tudo era devidamente categorizado e classificado, para tudo havia um manual. E coitados de nós se não seguíssemos o manual, não é mesmo?! Agora, no mundo pós-moderno, não há mais manuais, só histórias. E coitados de nós se não prestarmos atenção a essas histórias!!!Quando o assunto é programação e desenvolvimento de produtos de software, uma das histórias que precisamos ouvir é a do Klaus Wuestefeld. Um dos pioneiros em Agilidade no país. Pioneiro também da prevalência, sendo o criador do Prevayler, e do manifesto da computação soberana, sendo este último implementado em seu projeto de código aberto, o Sneer. As experiências do Klaus no âmbito da Agilidade e do desenvolvimento de software são raramente comparáveis a de qualquer outra pessoa. 

Quando estávamos preparando a pauta de assuntos para o “The Way to Software Mastery”, ele gravou essa mensagem explicando a proposta:

Assista no Youtube…

Na mensagem ele diz (sic): “Alisson, eu passei uma semana na casa do Kent Beck, o criador do Extreme Programming. Eu trabalhei com ele em par no Eclipse nesse tempo. E foi observando ele digitar, como ele anotava os ‘to do’s dele ali enquanto a gente programava, ouvindo ele falar sobre como ele improvisou a metodologia um belo dia lá que eu fui entender muito mais, a fundo, a essência do Extreme Programming. Eu socorri a Mary Poppendieck duas vezes já, recebi ela na minha casa. Viajamos juntos. O Tom, ela e minha família. A gente viajou pra Floripa. Eu vi ela discutindo o livro dela, né, o Lean Mindset, discutindo com um surfista. Esse momento me fez entender muito mais a mentalidade do Lean.

Nessa pegada, o Klaus vai descrevendo suas experiências interagindo com Richard Stallman, Uncle Bob, Steve Wozniak etc.

E ele conclui: “Foram esses encontros que, por osmose, me ajudaram a aprender muito mais do que só estudando ou lendo artigos. No The Way to Software Mastery eu queria dar para as pessoas um pouco desse aprendizado que eu tive“.

O Klaus vai te ajudar a criar significado na sua relação com a programação, sem deixar de lado as questões práticas que preenchem o nosso dia-a-dia no âmbito técnico, ou seja, o que fazer, como agir e como se comportar no instante em que abrimos nossas IDEs e começamos a programar.  

Ele vai te mostrar como “Programar com Excelência e Sabedoria”. E é por isso que está no portfólio de cursos do Software Zen, pois aqui acreditamos que melhores resultados em projetos de software vem da busca por sabedoria para fazer a coisa certa, sempre a coisa certa.

Assim, é com muita satisfação, que eu anuncio que amanhã, terça-feira 23/06, abriremos as matrículas para a 2a. Edição do The Way to Software Mastery.

O curso começa na semana que vem, terça-feira, 30/06.

Você pode conferir todos os detalhes aqui nessa página…

Como sempre, há vantagens em fazer sua matrícula no momento da abertura. Fique atento.