Por que precisamos de Soft Skills? E por que o Ágil é sobre pessoas?

No post anterior eu falei sobre as duas formações que vão abrilhantar o início do mês de março aqui no Software Zen.

A 2a. edição da formação Soft Skills para Líderes Ágeis começará agora no dia 02/03, e esse é o momento para falarmos sobre a necessidade dos chamados “Soft Skills” para líderes e profissionais.

Clique aqui para saber mais sobre a formação Soft Skills para Líderes Ágeis…

Segundo a Wikipedia: 

Soft Skills são uma combinação de habilidades pessoais, sociais, associadas à comunicação, traços de caráter ou personalidade, atitudes, mentalidades, atributos de carreira, inteligência social e quocientes de inteligência emocional, entre outros, que permitem às pessoas navegarem em seu ambiente, trabalhar bem com outras pessoas, ter um bom desempenho e atingir seus objetivos por meio da complementação das suas habilidades técnicas.

É fácil perceber, por essa definição, o quanto os soft skills estão ligados a nossa necessidade de nos relacionarmos com outras pessoas o tempo todo. Mais do que isso, são dos nossos soft skills que extrairemos a capacidade de lidarmos com as nossas próprias questões motivacionais, emocionais e existenciais. Se não o fazemos com nós mesmos, o que nos faz acreditar que podemos lidar com tais questões quando as pessoas a nossa volta precisarem de nós?

Nem sempre é fácil entender quando se diz que Agile é sobre pessoas. O que isso quer dizer exatamente?

Ano passado, durante a 1a. temporada do Wise & Effective, tivemos a oportunidade de estudarmos juntos o trabalho do Erich Fromm, especialmente por meio de um livro chamado “Ter ou Ser?”. Estou nesse momento, escrevendo um artigo sobre isso, mas vale a pena dar uma pincelada nisso por aqui, enquanto o artigo não fica pronto. 

Fromm argumenta que o ser humano se divide, ao longo da vida, em dois modos fundamentais de existência: o modo ‘ser’ e o modo ‘ter’. Tanto ‘ser’ quanto ‘ter’ se manifestam no âmbito das relações. O modo ‘ser’ no sentido da experiência, e o ‘ter’ no sentido da posse, ou poder.

Durante a sociedade industrial, o modo ‘ter’ foi dominante. Em seus valores residiam o acúmulo de bens, o consumo, a ideia de ‘ter’ uma vida boa. É de lá que formamos a ideia de que ‘temos’ um funcionário, ou de que ‘temos’ um time. Enquanto ‘tenho’ um funcionário, mando que este me faça coisas. Enquanto ‘tenho’ um time, peço a este que me faça aquilo que quero. O cliente que quer é o cliente que ‘tem’. Quando tenho, possuo, exerço poder sobre e, ao ter, objetifico, instrumentalizo. 

Na sociedade pós-industrial, o modo ‘ser’ surge como alternativa de mais sentido, de mais valor. O profissional, centro dessa nova sociedade, é, ao mesmo tempo, educado e educador. Em tais condições, a pessoa não mais se deixa ‘ter’. Ao invés de apenas ‘ter’ uma vida boa, ela muitas vezes prefere ‘ser’ alguém. Ela luta por deixar de ser instrumento, e luta para passar a ser reconhecida como pessoa. Desenvolver-se e ajudar a desenvolver se torna a base da relação indivíduo-organização. Assim, no século XXI, não mais ‘temos’ funcionários, queremos ‘ser’ um time. 

É muito isso que na verdade se quer dizer quando falamos em Agilidade como tendo foco nas pessoas. Queremos “ser” um time, “estar” juntos, queremos desenvolver nos desenvolvendo, “tornar-nos” o que somos. Queremos a união pela vontade, pela motivação, pelo desejo do propósito. Então, como gestores, agile coaches, líderes, não queremos ‘ter’ alguém em que possamos mandar, mas sim ansiamos por “ser” parte do time, facilitar a mudança, tirar as barreiras do caminho, progredir como um todo coeso. No modo “ser”, a subjetividade do outro precisa ser levada em conta e, por isso, pecisamos de soft skills.

Em breve publicarei mais sobre esse assunto no artigo “A Agilidade e a busca pelo modo ‘ser’ nas relações”. Aguarde pela sua publicação nos próximos dias!

Enquanto isso, está na hora de você ampliar seus Soft Skills tendo a fantástica Susanne Andrade como mentora aqui no Software Zen.

Como vai ser?

A 2a. edição do Soft Skills para Líderes Ágeis começa na próxima terça-feira, dia 02/03 às 19h30.

O calendário é o seguinte (lembrando que tudo fica gravado caso você não possa participar ao vivo):
– terça-feira, 02/03 às 19h30: Módulo 1 – Protagonismo e propósito como norteadores na carreira
– terça-feira, 09/03 às 19h30: Módulo 2 – Mudança de mindset para a conquista do sucesso
– terça-feira, 16/03 às 19h30: Módulo 3 – Comunicação com o outro e com o meu tempo
– terça-feira, 23/03 às 19h30: Módulo 4 – A liderança de si e dos outros


Já está matriculado para a 2a. edição?
Não se preocupe, nesse caso sua participação já está garantida. É só aguardar pelos emails que virão em breve com informações sobre as salas virtuais onde ocorrerão as aulas

É ex-aluno e quer participar novamente?
Um convite para os ex-alunos será enviado nos próximos dias. É só clicar no link que você receberá por email.

Ainda não se matriculou?
Ainda dá tempo! Faça sua matrícula e garanta sua vaga aqui nessa página…

Nos vemos na aula de abertura!

Abs,
Alisson Vale.