Veja como foi a 1a. Temporada

EPISÓDIO T1E01

PSICOLOGIA, FILOSOFIA E NEGÓCIOS

LIFELONG LEARNING: A PROPOSTA

Descubra porque propósito, autorrealização, motivação, interpessoalidade e outras soft skills se tornaram tão essenciais no mundo contemporâneo e como tudo isso está relacionado a sua capacidade de aprender. Veja, por exemplo, como o Airbnb descobriu o seu propósito e porque o resultado foi tão impactante. 

O saber 'ser' integrado com o saber 'fazer'

Começamos o primeiro episódio da 1a. temporada (T1E01) trabalhando a relação entre o 'ser' e o 'fazer', e sobre como as duas coisas estão interligadas em um projeto de Lifelong Learning. No primeiro, o desafio é descobrir e fazer florescer 'aquilo que somos', enquanto no segundo, 'aquilo que fazemos'. 

Foi transformador descobrir: 

O Airbnb como exemplo desse processo nas organizações

O problema é o mesmo para indivíduos e organizações. O atendimento a necessidades psicológicas (propósito, motivação, autorrealização, desenvolvimento, socialização, pertencimento, acolhimento e felicidade) se tornou a grande busca não só para as pessoas, mas também para as empresas, que hoje tentam se integrar com colaboradores e clientes de modo mais humano e sensível às questões psicológicas.

Na 1a. temporada do We, nós investigamos o processo que levou o Airbnb a subir na pirâmide de Maslow, definir o seu propósito, reconstruir sua marca e abrir todo um mundo de possibilidades em termos de novos produtos.

EPISÓDIO T1E02

ANTROPOLOGIA

A ORIGEM DO 'EU' QUE APRENDE

A jornada de exploração do aprendizado começa há muitos milhões de anos. Você aprende, essencialmente, porque é um organismo vivo e precisa responder ao ambiente. No segundo episódio exploramos a origem do ser humano sob um ponto de vista antropológico e descobrimos como o aprendizado está muito mais integrado a nossa estrutura orgânica do que imaginamos.

Um estudo antropológico guiado por Ernest Becker para você descobrir de onde veio

No 2o episódio, estudamos antropologia. Nesse estudo, fomos guiados pelos três capítulos iniciais do livro 'The Birth of Death and Meaning' de Ernerst Becker para entender os aspectos cruciais que nos levaram a nos tornar quem somos.  

Foi transformador descobrir: 

Uma reviravolta na nossa história

Ernest Becker nos ajudou a entender como o homo sapiens se torna distintivamente humano, onde pela primeira vez o aprendizado instrumental se torna estratégico e cognitivo. Esse processo nos torna superiores na natureza, mas ele vem com um grande custo. "Parece que há um custo a se pagar por um ganho evolucionário". E o nosso foi trágico: 

Primeiro 'mim' depois 'eu', diz Becker:

“Foi o grande Immanuel Kant que nos alertou, quase dois séculos atrás, que há algo muito significante no desenvolvimento humano no fato de que cada criança torna-se consciente de si mesmo primeiro como ‘mim' e só depois como ‘eu’. De lá pra cá, nós conseguimos confirmar que esta ordem é universal: ‘meu’, ‘mim’ e depois ‘eu’. Isso significa, simplesmente, que a criança começa a estabelecer a si mesmo como um objeto de outros antes de se tornar um sujeito executivo. Ela se torna um ponto de referência em relação aos outros antes de se tornar um agente de ação para si mesmo."


As implicações sobre o que nos explica a antropologia não podem ser subestimadas: nascemos e nos desenvolvemos como objetos dos outros. Nossa primeira identidade é um produto social. 

Amadurecer nada mais é do que aprender a nos tornarmos indivíduos, aprender a ser quem somos. Está aí o grande desafio do aprendizado adulto.

EPISÓDIO T1E03

NEUROCIÊNCIA

QUEM É ESSE 'EU' QUE APRENDE?

  O domínio do processo de aprendizado começa em entender quem de fato aprende.
A neurociência nos ajuda a desvendar: o cérebro, a mente, o self e a consciência.

Os últimos estudos da neurociência revelam cérebro, mente e consciência muito diferentes do que se imagina

A neurociência e a ciência cognitiva nos trazem informações reveladoras para nos ajudar a entender quem somos. Nesse episódio, fomos atrás de estudos para embasar e solidificar o nosso entendimento sobre a totalidade do 'eu'. Afinal, qual é o papel e como diferenciar cérebro, mente e consciência para que possamos entender como funciona o aparato cognitivo que temos para aprender? 

Foi transformador descobrir: 

Mais uma dramática reviravolta...

É muito comum a percepção de que tomamos decisões de forma lógica e racional. Avaliamos os prós, os contras, refletimos e decidimos como agir. Será que é isso mesmo? O neurocientista Sam Harris nos ajuda a entender que não é bem assim. Na verdade, somos reféns de forças inconscientes que determinam o que pensamos e como agimos. O impacto disso no nosso processo de aprendizagem para a vida é muito mais significativo do que parece. 

Não temos autoria sobre o que pensamos, diz o neurocientista Sam Harris:

“Eu, como testemunha consciente da minha experiência, não inicio eventos na minha mente tanto quanto não o faço para que o meu coração possa bater. Pensamentos como ‘O que eu deveria comprar para minha filha no seu aniversário?  Já sei! — vou levá-la em um pet shop e deixar que ela escolha um peixe tropical’ transmitem a aparente realidade das escolhas, feitas de forma livre. Mas em uma perspectiva mais profunda (falando tanto objetivamente quanto subjetivamente), os pensamentos simplesmente chegam sem autoria e mesmo assim definem nossas ações. Você não está no controle da sua mente — porque você, como agente consciente, é apenas parte da sua mente, vivendo sob a piedade das outras partes. Você pode fazer o que você decide fazer — mas você não pode decidir o que você vai decidir fazer."


Como fazer então? 

Se a neurociência aponta, de forma definitiva, que não somos agentes iniciadores das nossas próprias decisões, como direcionar a nossa vida sem perdermos o controle, a responsabilidade e o protagonismo que nos leva ao crescimento?

EPISÓDIO T1E04

NEUROCIÊNCIA E FILOSOFIA

O MAIS PODEROSO DOS APRENDIZADOS

      Há algo a se aprender que importantes pensadores da história humana insistem em revelar como o mais poderoso.
Descubra que aprendizado no quarto episódio da primeira temporada do We.

Saiba como o filósofo favorito de Einstein também se tornou referência na neurociência

No livro 'Looking for Spinoza: Joy, Sorrow, and the Feeling Brain", o neurocientista Antonio Damasio nos explica como a filosofia de Spinoza é uma resposta para lidarmos com os achados perturbadores da ciência do cérebro e da cognição. Spinoza, e sua dinâmica dos afetos, não só nos oferece uma resposta, como também nos dá uma bússola que aponta para o mais poderoso dos aprendizados e para uma redefinição de liberdade. 

Foi transformador descobrir: 

Em busca do mais poderoso dos conhecimentos

A dinâmica dos afetos proposta por Spinoza é capaz de nos elevar para melhores conhecedores de nós mesmos. Como nos ensina Gilles Deleuze:

 "A consciência é naturalmente o lugar de uma ilusão. A sua natureza é tal que ela recolhe os efeitos, mas ignora as causas". 

Em outras palavras, vivemos com os efeitos daquilo que nos afeta, ignorando as causas desses afetos. É na busca pelas causas que virá o conhecimento maior, de natureza superior, e que nos levará a uma vida de bons encontros e de ampliação de plenitude.

Nesse episódio, Espinosa nos mostra o caminho para o auto-conhecimento e para o mais poderoso dos aprendizados: aquele que nos leva a nos construirmos como pessoa em sua totalidade orgânica.  

EPISÓDIO T1E07*

TEORIA DO APRENDIZADO

APRENDENDO A APRENDER COM A EXPERIÊNCIA

       O sucesso na vida dependerá em grande parte da nossa capacidade de aprender com as experiências.  Se consciente, será esse tipo de aprendizado que resultará em crescimento pessoal e preenchimento existencial.

* Os episódios T1E05 e T1E06 não foram episódios de conteúdo, mas debates, por isso não aparecem nesse resumo

Edward Cell nos ensina a aprender com a vida e para a vida.

Nesse episódio, entramos de cabeça na teoria do aprendizado com o filósofo e pesquisador americano Edwad Cell. Seu trabalho de pesquisa nos fornece um modelo espetacular de entendimento do que está envolvido no aprendizado das experiências.  

"É o que fazemos com nossa experiência que está no coração do nosso entendimento sobre aprendizado" P. Jarvis

Foi transformador descobrir: 

O ponto alto da temporada

O Edward Cell não só nos ajudou a ampliar nossa capacidade de extrair aprendizado das situações que vivemos no dia-a-dia, como também nos ajudou a definir um novo modo de agir para a mudança que queremos para nossas vidas. Certamente, um ponto alto para a temporada que continuaremos a explorar no episódio seguinte.

"Não há nada automático em se tornar uma pessoa (em se tornar 'alguém'). Nossa existência como pessoas é algo que devemos criar e manter; algumas vezes isso é uma aventura e uma alegria, mas frequentemente é uma luta onde encaramos obstáculos e ameaças.” Edward Cell

EPISÓDIO T1E08

TEORIA DO APRENDIZADO, PSICOLOGIA COMPORTAMENTAL

AS QUATRO FORMAS DE APRENDER

         O aprendizado experiencial ocorre quando a mudança é gerada a partir de uma interação direta com o mundo ou conosco mesmo. O Response Learning resulta em mudança de 'comportamento', o Situation Learning de 'interpretação', o Transsituation Learning de 'autonomia', e o Transcendent Learning de 'criatividade'. 

A liberdade no entendimento dos 4 tipos de aprendizado

Edward Cell resume bem os 4 tipos de aprendizados: "Nós somos o que fazemos e, dessa forma, é no Response Learning que nos tornamos quem somos. Somos livres quando somos capazes de mudar de forma auto-escolhida, e é em Situation Learning que nós criamos alternativas para escolher dentre elas. Nós aumentamos nossa autonomia quando aprofundamos nosso entendimento do Situation Learning e desenvolvemos suas habilidades. Finalmente, é em Transsituation Learning e Transcendent Learning que ampliamos nossa capacidade de nos levar a vidas auto-escolhidas.

"Cada nível de aprendizado, então, contribui de forma importante para a nossa liberdade. Somos livres apenas se nossos valores são auto-escolhidos, mas essa liberdade será algo pobre se formos ineficazes em realizar esses valores.” Edward Cell

EPISÓDIO T1E09

TEORIA DO APRENDIZADO, CIÊNCIA COGNITIVA, NEUROCIÊNCIA

APRENDENDO A REFLETIR

"A nossa eficácia para aprender da experiência depende
não apenas de como nos preparamos e das condições que encontraremos,
mas também em como nós depois refletiremos sobre isso.
Por ‘reflexão’, nós queremos dizer o processo de interpretar nossas experiências." E. Cell

EPISÓDIO T1E11

CIÊNCIA COGNITIVA, PSICOLOGIA E NEUROCIÊNCIA

APRENDENDO A SER CRIATIVO

Nesse episódio, dissecamos o tema criatividade para entendê-la e colocá-la ao nosso alcance.

EPISÓDIO T1E12

SOCIOLOGIA

A SOCIOLOGIA DO ÓCIO CRIATIVO

Descubra porque você precisa aprender a trabalhar pra ficar ocioso

EPISÓDIO T1E13

PSICOLOGIA HUMANISTA, FENOMENOLOGIA

APRENDENDO A SE RELACIONAR COM O OUTRO

O que Carl Rogers e a Psicologia Humanista nos ensinam sobre as condições e características de uma relação de ajuda mútua

A arte de se relacionar com o outro e de tornar-se pessoa

Carl Rogers nos ensina que toda relação saudável é uma relação onde o desenvolvimento mútuo está no centro do interesse dos envolvidos. E, para participar do desenvolvimento de alguém, você tem que se pôr em seu lugar, fundamentalmente. Você precisa tentar ver o mundo sob a perspectiva da pessoa. E isso significa adotar a realidade que se manifesta pra ela. Para que você desenvolva uma compreensão empática da pessoa com quem você está se relacionando.”

Foi transformador descobrir: 

Facilitando a auto-realização do outro

Para Carl Rogers: "o psicoterapeuta, o médico ou o administrador que se mostra caloroso e expressivo, respeitador da própria individualidade e da do outro, que se interessa sem ser possessivo, provavelmente facilita a auto-realização através dessas atitudes". Facilitar a auto-realização do outro é ajudá-la no processo de tornar-se pessoa, e está aí o segredo das relações de ajuda mútua.

"É a necessidade que se faz evidente em toda a vida orgânica e humana - de expandir, estender, tornar-se autônoma, desenvolver, amadurecer - a tendência de expressar e ativar todas as capacidades do organismo, ao ponto em que tal ativação aprimore o organismo ou a pessoa.” Carl Rogers

EPISÓDIO T1E14

PSICOLOGIA, HISTÓRIA, SOCIOLOGIA e NEGÓCIOS

APRENDENDO A EXISTIR

Rumo a uma nova biografia

Ser ou ter? os dois modos fundamentais da existência

Segundo Erich Fromm: "Ao que tudo indica, ter é uma função normal de nossa vida: a fim de viver nós devemos ter coisas. Numa cultura em que a meta suprema é ter - e ter cada vez mais - e na qual se pode falar de alguém como ‘valendo um milhão de dólares’, como poderá haver alternativa entre ter e ser? Pelo contrário, tem-se a impressão de que a própria essência de ser é ter: de que se alguém nada tem, não é.  Contudo, os grandes mestres da vida fizeram da alternativa entre ter e ser a questão central de seus respectivos sistemas"

Foi transformador descobrir: 

A Biografização como novo fenômeno existencial do mundo moderno

No mundo moderno, todo o aprendizado se torna biografia, e é nela que reside a força explosiva da vida não vivida. Segundo Peter Alheit: "Todas as experiências que realizamos – tudo que aprendemos deve “passar por dentro de nós” por assim dizer, deve ser integrado com uma lógica interna que só vale para nós." 

Não estamos mais construindo currículos, mas biografias. Nesse episódio, entenda o impacto do entendimento do processo de biografização nas decisões existenciais que vão compor a sua história no planeta Terra.

MATRICULE-SE AGORA!

A 2a. Temporada do We já está rolando com o tema:

O PENSAMENTO SISTÊMICO

E continue essa jornada de transformação intelectual para que você possa tornar-se quem é, fazer mais, conhecer muito e fomentar harmoniosas relações com os outros e com o mundo. 

Copyright Software Zen. Todos os direitos reservados. 

EPISÓDIO T1E01

TÍTULO: LIFELONG LEARNING: A PROPOSTA
DURAÇÃO: 2h 30min
DISCIPLINAS: PSICOLOGIA
FEATURING: Alain de Boton, Aristóteles, Abraham Maslow, Peter Jarvis e Alvin Toefler

    ROTEIRO DO EPISÓDIO:

  • [PALESTRA] Alain de Botton, Aristóteles, Techne e Sophia
  • Sophia vs Techne
  • Wise & Effective e a integração do que somos com o que fazemos
  • Por que estamos aqui?
  • Alain de Botton e o desaparecimento do psicológico no mundo moderno
  • A inversão de predominância do Techne em relação ao Sophia na modernidade
  • A hierarquia de necessidades de Maslow
  • A nova configuração requerida pelo mundo contemporâneo
  • O exemplo do Airbnb
  • A conversa de Brian Chesky com Alain de Botton
  • [ARTIGO] Douglas Atkins em como o Airbnb encontrou o seu propósito e porque é um bom propósito
  • [VIDEO] A história da nova logomarca do Airbnb
  • O propósito como forma de subir na pirâmide de necessidades psicológicas
  • Para que subir na pirâmide? 
  • Autorrealização: o diferencial é ser igual a si mesmo
  • [LIVRO]Maslow em 'Motivation and Personality': O que você pode ser, você deve ser
  • A autorrealização e o tornar-se quem se é
  • A Psicologia Humanista e a Filosofia Existencialista
  • Lifelong Learning como uma terceira via
  • [LIVRO] Peter Jarvis em 'Human Learning': O aprender é um processo existencial
  • Educação vs Aprendizado
  • [LIVRO] Alvin Toffler em 'Future Shock': As escolas do amanhã
  • A proposta do Lifelong Learning
  • O 'tornar-se' e a geração de uma biografia
  • [LIVRO] Peter Jarvis em 'Human Learning':Integrando-se a sua biografia
  • [LIVRO] Carlo Ginzburg em 'O queijo e os vermes': A biografia de um comum
  • O Wise & Effective: como vai funcionar?
  • Fazendo a transição da "Educação" para o "Aprendizado"
  • Fazendo a transição do "Curriculum Vitae" para a "Biografia"
  • Os livros e autores que estudaremos juntos
  • Os temas que exploraremos durante a temporada
  • As atividades que faremos e o calendário
  • O encerramento da 1a. temporada
  • Perguntas e Respostas
Close

EPISÓDIO T1E02

A ORIGEM DO 'EU' QUE APRENDE

DURAÇÃO: 3h 04min
DISCIPLINAS: ANTROPOLOGIA, PSICOLOGIA
FEATURING: Ernest Becker, Charles Sherrington, Ivan Pavlov, Sigmund Freud

roteiro do episódio:

Close

EPISÓDIO T1E03

QUEM É ESSE 'EU' QUE APRENDE?

DURAÇÃO: 3h 04min
DISCIPLINAS: NEUROCIÊNCIA
FEATURING: Annaka Harris, David Eagleman, David Chalmers, Thomas Nagel, Sam Harris

roteiro do episódio:

Close

EPISÓDIO T1E04

O MAIS PODEROSO DOS APRENDIZADOS

DURAÇÃO: 3h 08min
DISCIPLINAS: NEUROCIÊNCIA, FILOSOFIA
FEATURING: Antonio Damasio, Spinoza, Gilles Deleuze, Oswaldo Giacoia, André Martins, Donald Winnicott

roteiro do episódio:

Close

EPISÓDIO T1E07

APRENDENDO A APRENDER COM A EXPERIÊNCIA

DURAÇÃO: 2h 53min
DISCIPLINAS: TEORIA DO APRENDIZADO
FEATURING: Edward Cell, John Dewey, Carl Rogers, Peter Jarvis

roteiro do episódio:

Close

EPISÓDIO T1E08

AS 4 FORMAS DE APRENDER

DURAÇÃO: 3h 17min
DISCIPLINAS: TEORIA DO APRENDIZADO
FEATURING: Edward Cell

roteiro do episódio:

Close

EPISÓDIO T1E09

aprendendo a refletir

DURAÇÃO: 3h 13min
DISCIPLINAS: NEUROCIÊNCIA, PSICOLOGIA, CIÊNCIA COGNITIVA
FEATURING: Peter Jarvis, John Vervaeke, Andrew Smart, Tabitha Kirkland 

roteiro do episódio:

Close

EPISÓDIO T1E11

aprendendo a SER CRIATIVO

DURAÇÃO: 2h 51min
DISCIPLINAS: NEUROCIÊNCIA, PSICOLOGIA, CIÊNCIA COGNITIVA
FEATURING: John Vervaeke, Domenico de Masi, Edward de Bono, Barbara Oakley, Jordan Peterson

roteiro do episódio:

Close

EPISÓDIO T1E12

A SOCIOLOGIA DO ÓCIO CRIATIVO

DURAÇÃO: 3h 16min
DISCIPLINAS: SOCIOLOGIA
FEATURING: Domenico De Masi, Daniel Bell, Agnes Heller, Byung-Chul Hang, Alian Corbin, Vilém Flusser

roteiro do episódio:

Close

EPISÓDIO T1E13

APRENDENDO A SE RELACIONAR COM O OUTRO

DURAÇÃO: 3h 02min
DISCIPLINAS: PSICOLOGIA
FEATURING: Carl Rogers, Roberto Assagioli, Heidegger, David Chalmers, Jordan Peterson

roteiro do episódio:

Close