INVISTA EM VOCÊ!

Comece hoje mesmo a conquistar novas habilidade!


Assinatura Mensal

Para participar do Wise & Effective é necessário se tornar um membro assinante. 


R$ 59,00/mês

+ R$ 100,00 de Taxa de Adesão

(Fique atento para a oferta de lançamento da 1a. temporada: desconto de 100% na taxa de adesão)

Clique no botão e comece agora mesmo!

* O processo de matrícula é todo automatizado. Assim que seu pagamento for autorizado você receberá os e-mails com as instruções iniciais para começar.

Roteiro da 1a. Temporada

EPISÓDIO T1E01

PSICOLOGIA, FILOSOFIA E NEGÓCIOS

LIFELONG LEARNING: A PROPOSTA

RESUMO: Descubra porque propósito, autorrealização, motivação, interpessoalidade e outras soft skills se tornaram tão essenciais no mundo contemporâneo e como tudo isso está relacionado a sua capacidade de aprender.

DURAÇÃO: 2h 30min
FEATURING: Alain de Boton, Aristóteles, Abraham Maslow, Peter Jarvis e Alvin Toefler

    ROTEIRO DO EPISÓDIO:

  • [PALESTRA] Alain de Botton, Aristóteles, Techne e Sophia
  • Sophia vs Techne
  • Wise & Effective e a integração do que somos com o que fazemos
  • Por que estamos aqui?
  • Alain de Botton e o desaparecimento do psicológico no mundo moderno
  • A inversão de predominância do Techne em relação ao Sophia na modernidade
  • A hierarquia de necessidades de Maslow
  • A nova configuração requerida pelo mundo contemporâneo
  • O exemplo do Airbnb
  • A conversa de Brian Chesky com Alain de Botton
  • [ARTIGO] Douglas Atkins em como o Airbnb encontrou o seu propósito e porque é um bom propósito
  • [VIDEO] A história da nova logomarca do Airbnb
  • O propósito como forma de subir na pirâmide de necessidades psicológicas
  • Para que subir na pirâmide? 
  • Autorrealização: o diferencial é ser igual a si mesmo
  • [LIVRO]Maslow em 'Motivation and Personality': O que você pode ser, você deve ser
  • A autorrealização e o tornar-se quem se é
  • A Psicologia Humanista e a Filosofia Existencialista
  • Lifelong Learning como uma terceira via
  • [LIVRO] Peter Jarvis em 'Human Learning': O aprender é um processo existencial
  • Educação vs Aprendizado
  • [LIVRO] Alvin Toffler em 'Future Shock': As escolas do amanhã
  • A proposta do Lifelong Learning
  • O 'tornar-se' e a geração de uma biografia
  • [LIVRO] Peter Jarvis em 'Human Learning':Integrando-se a sua biografia
  • [LIVRO] Carlo Ginzburg em 'O queijo e os vermes': A biografia de um comum
  • O Wise & Effective: como vai funcionar?
  • Fazendo a transição da "Educação" para o "Aprendizado"
  • Fazendo a transição do "Curriculum Vitae" para a "Biografia"
  • Os livros e autores que estudaremos juntos
  • Os temas que exploraremos durante a temporada
  • As atividades que faremos e o calendário
  • O encerramento da 1a. temporada
  • Perguntas e Respostas

EPISÓDIO T1E02

ANTROPOLOGIA

A ORIGEM DO 'EU' QUE APRENDE

RESUMO: No segundo episódio exploramos a origem do ser humano sob um ponto de vista antropológico e descobrimos como o aprendizado está muito mais integrado a nossa estrutura orgânica do que imaginamos.

DURAÇÃO: 3h 04min
FEATURING: Ernest Becker, Charles Sherrington, Ivan Pavlov, Sigmund Freud

roteiro do episódio:

T1E02: A origem do ‘eu' que aprende
A Antropologia como a história de nós como seres humanos
Ernest Becker
Capítulo 1 - The man-apes
O gosto por carne
O cérebro vem só depois
A caça como o grande estímulo
O ciclo de feedback da busca por carne
O jogo da relação social
É o que você dá, não o que obtém
Paz interna
A singularidade do sub-humano primitivo
Reflexões sobre aprendizado
Capítulo 2 - As origens da mente
Charles Sherrington
A mente como estilo de reação ao ambiente
Mentalizando o mundo
O Reflexo Direto
No mundo das esponjas
O Reflexo Condicionado
O Experimento de Pavlov
A primeira liberação do ambiente
O uso de ferramentas pelos primatas
Subindo o grau de autonomia no reino animal
Subindo o nível de significado
O comportamento simbólico
O ser humano como criador do estímulo
O desenvolvimento da mente como libertação progressiva da reatividade
Decidindo a 'o quê’ se vai reagir
O que mais herdamos na nossa árvore genealógica?
A forte relação mãe-prole
A consequência da dependência desamparada
A herança mamífera
Aprendendo por imitação
Balanceando auto-afirmação com as demandas de viver em grupo
Uma ordenada simplificação do ambiente inter-individual
Amadurecer é aprender
Reflexões sobre aprendizado
Capítulo 3: O que nos torna homo sapiens?
O Cortex Cerebral
O giroscópio interno
O ego e o retardamento da resposta
A Psiqué Freudiana: o id, o ego e o superego
O id
Sobre o conhecimento do tempo e da morte
Esquema explicativo
A função protetiva do ego
O ego como instrumento de prevenção da ansiedade
Controlando a ansiedade
Keep a cool head
O ego rudimentar
Um verdadeiro ego
O edifício verbal de Harry Sullivan
A linguagem como formadora do 'eu’
O pronome pessoal e a auto-consciência
Se transformando em um real indivíduo
A tragédia do indivíduo e o custo a se pagar por ela
Primeiro 'mim', depois 'eu’
A descoberta de si mesmo
Auto-objetificação
O ser humano como aquele que vê a si mesmo como um objeto
Quando o seu mundo é construído de fora pra dentro
Um paradoxo em forma de legado evolucionário
O superego
A consciência como experiência social
O dualismo da experiência
Internalizando o significado das ações
Recorrendo ao organismo
O aprendizado auto-dirigido
Nos tornando indivíduos
O aprendizado adulto
Reflexões sobre aprendizado
Perguntas e Respostas

EPISÓDIO T1E03

NEUROCIÊNCIA

QUEM É ESSE 'EU' QUE APRENDE?

RESUMO: O domínio do processo de aprendizado começa em entender quem de fato aprende.
A neurociência nos ajuda a desvendar: o cérebro, a mente, o self e a consciência.

DURAÇÃO: 3h 04min
FEATURING: Annaka Harris, David Eagleman, David Chalmers, Thomas Nagel, Sam Harris

roteiro do episódio:

No episódio anterior...
T1E03: Quem é o ‘eu' que aprende?
A neurociência
A ciência cognitiva
Quem somos nós?
O produto da mente
O edifício verbal como produto da aplicação da linguagem a uma mente sofisticada
Como a mente cria um edifício verbal?
Predictive Processing
Acertando a bola de tênis
Annaka Harris
Como ouvir Audiobooks
Reflexões sobre aprendizado
Fazendo o ‘binding' da raquetada
David Eagleman: seu cérebro faz truques de edição para contar uma história
O ‘binding' como gerador de significado
Binding: como a mente cria um edifício verbal
O que vem depois do edfício verbal?
Revisão: O pronome pessoal e a auto-consciência
A origem da consciência
Como usamos o termo
Da relação objetiva para a experiência subjetiva
O salto para o subjetivo
Annaka H: A consciência como experiência
‘The hard problem of consciousness’
Annaka H: Do algo para o alguém
‘The Hard Problem’ por David Chalmers
Thomas Nagel e o organismo consciente
What is like to be a bat?
Consciência é experiência
O fenômeno da consciência
Consciência, auto-consciência e o Self
Auto-consciência: a consciência que observa
Annaka H: O Self
O self e o modelo de si
A ilusão do Self
Annaka H: O Self
Annaka H: Interrompendo o binding
Default mode network
Selflessness
Por que a desativação do self seria uma coisa boa?
Reflexões sobre aprendizado
The Kanizsa square
Vivendo a ilusão
A estrutura da psiqué: do neurológico à consciência
Como a estrutura da psiqué gera comportamentos e decisões
Annaka H: A consciência é a última a saber
Estudos revelam quem realmente decide as coisas em você
Sam Harris
Sam Harris: A origem inconsciente da vontade
Sam Harris: Quem realmente decide sobre o seu café da manhã?
Sam Harris: O impulso não é criado, ele aparece
Sam Harris: Como bate o coração, aparece a vontade
Sam Harris: O pensamento sem autoria
Sam Harris: Quem decide o que você decide?
O que a série ‘Dark’ nos ensina sobre isso
Quando um sistema filosófico não te representa mais
Como a estrutura da psiqué pode aprender de forma que podemos mudar o nosso próprio comportamento?
Quem é esse ‘eu’ que aprende?
O ‘eu’ que aprende
No próximo episódio...
Perguntas e Respostas

EPISÓDIO T1E04

NEUROCIÊNCIA E FILOSOFIA

O MAIS PODEROSO DOS APRENDIZADOS

RESUMO: Há algo a se aprender que importantes pensadores da história humana insistem em revelar como o mais poderoso. Descubra que aprendizado no quarto episódio da primeira temporada do We.

DURAÇÃO: 3h 08min
FEATURING: Antonio Damasio, Spinoza, Gilles Deleuze, Oswaldo Giacoia, André Martins, Donald Winnicott

roteiro do episódio:

Previously on We
No episódio anterior...
T1E04: O mais potente dos aprendizados
O que fazer dado que não estamos no controle?
A consciência por Gilles Deleuze
Antonio Damasio
A Homeostase e os problemas básicos de um organismo vivo
Homestase
Níveis de regulação homeostática autômata, do mais simples para o mais complexo
Emoção ou sentimento: quem vem primeiro?
William James por Ernest Becker
A neurologia da emoção e dos sentimentos como chave
Por que Spinoza?
Spinoza
Einstein: o mais famoso fã de Spinoza
Para Nietszche: o mais honrado dos meus predecessores
Voltando à homeostase
A primeira realidade da existência
Conatus
A ideia central
O 'afeto' por Spinoza
A dinâmica dos 'afetos'
A composição e decomposição dos encontros por Gilles Deleuze
A causa adequada e inadequada dos afetos
O agir reativo
O agir autêntico
Donald Winnicott
A "energia vital" de Winnicott
Como deixar o papel de espectador do que nasce em nós?
O Estado de Passividade
O Estado de Proatividade
O mais potente dos conhecimentos
Liberdade para Spinoza
Somos livres, diz Spinoza
O mais potente dos aprendizados
Revisitando o propósito do AirBnb
Wise & Effective: Aquilo que somos e aquilo que fazemos
A transição do Wise para o Effective
Perguntas e Respostas

EPISÓDIO T1E07

TEORIA DO APRENDIZADO

O MAIS PODEROSO DOS APRENDIZADOS

RESUMO: O sucesso na vida dependerá em grande parte da nossa capacidade de aprender com as experiências.  Se consciente, será esse tipo de aprendizado que resultará em crescimento pessoal e preenchimento existencial.

DURAÇÃO: 2h 53min
FEATURING: Edward Cell, John Dewey, Carl Rogers, Peter Jarvis

roteiro do episódio:

Previously on We
Nos episódios anteriores...
T1E07: Aprendendo a Aprender com a Experiência
As Teorias Experienciais
Os autores
John Dewey
Episódios de Experienciação
O resíduo do agir
Disjunção
O aprendizado como uma necessidade que precisa ser satisfeita
Carl Rogers
Aprendendo sobre o processo de aprender
Edward Cell: Learning to Learn from Experience
A aprendizado em um framework existencial
Faure Report [Documento Original]
Delors Report: The Treasure Within [Wikipedia | Documento Original]
Os 4 pilares do aprendizado
O contexto da 'luta para ser’
Capítulo 1: Aprendizado e a luta para ser
Aprendendo a mudar: comportamento, interpretação, autonomia e criatividade
Nossos hábitos como nossa segunda natureza
A dinâmica do aprendizado
O que nos leva a um futuro diferente?
O foco no processo, não no conteúdo
Aprendizado Funcional vs Aprendizado Disfuncional
Sobre aprender com a experiência
Sobre NÃO aprender com a experiência
Sobre aprender a coisa errada
Sobre aprender a coisa certa
O Aprendizado Eficaz
O lugar do aprendizado experiencial
Entendendo o Aprendizado Disfuncional
Extraindo sentido das situações
O que há nas situações que precisamos ver?
Agindo à luz da interpretação
A meta final do Aprendizado Eficaz
Aumentando e Diminuindo a potência
A impotência
O ‘ser alguém'
Não há nada automático em se tornar alguém
A necessidade de evitarmos a impotência
O efeito da impotência
A falha no teste da experiência
O aprendizado disfuncional como defesa contra a ansiedade
As duas tarefas primárias
A evasão da consciência sobre nossas limitações
Aprendendo a criar potência para nós mesmos
Por que criar potência para si mesmo?
O Aprendizado funcional
O preço do aprendizado funcional
O aprendizado que amplia nossa autonomia
Amando os nossos próprios limites
Lidando com as ambiguidades
Conclusão
A seguir no 'We’
Perguntas e Respostas

EPISÓDIO T1E08

TEORIA DO APRENDIZADO, PSICOLOGIA COMPORTAMENTAL

AS QUATRO FORMAS DE APRENDER

RESUMO: O aprendizado experiencial ocorre quando a mudança é gerada a partir de uma interação direta com o mundo ou conosco mesmo. O Response Learning resulta em mudança de 'comportamento', o Situation Learning de 'interpretação', o Transsituation Learning de 'autonomia', e o Transcendent Learning de 'criatividade'. 

DURAÇÃO: 3h 17min
FEATURING: Edward Cell

roteiro do episódio:

Previously on We
Aprendizado Funcional vs Disfuncional
A Dinâmica do Aprendizado
Aprendizado Eficaz
A potência como forma de lidar com a impotência
T1E08: As 4 Formas de Aprender
When we learn we change
Mudar o que fazemos, e como vemos as coisas
Response Learning
Respondendo ao Mundo
O Estímulo na Fisiologia
Repondendo a uma situação familiar
Quando aprender é ser programado
Response Learning
A Psicologia Comportamental
Response Learning Tipo 1
B.F. Skinner: O Condicionamento Operante
O Modelo do Condicionamento Operante
As respostas “selecionadas” pela experiência
Response Learning Tipo 2
Pavlov: O Condicionamento Clássico
O Condicionamento Clássico
O Pareamento do estímulo neutro com a resposta
Response Learning Tipo 3
Nós somos o que fazemos
Nós somos os nossos relacionamentos
Onde está nossa liberdade?
Situation Learning
Quando se aprende uma nova programação
A interrelação entre Response Learning e Situation Learning
O valor da psicologia comportamental
As duas formas de aprender com a situação
O surgimento da necessidade de reflexão
Transcendendo as situações
Liberdade e Reinterpretação
A liberdade para criar
Criando a nós mesmos
Os resultados determinam o comportamento
Como mudar a maneira de nos comportarmos
Qual é o comportamento livre? E qual não é?
O elemento chave da nossa liberdade
A reinterpretação reflexiva como paradigma de liberdade
Liberdade como potência para reinterpretar reflexivamente
Assumindo riscos e a possibilidade de erros
O Fenômeno da Generalização
Generalização e Transferência de Aprendizado
Transsituation Learning
Interpretando nossos atos de interpretação
A potência mais profunda
A autonomia em senso mais pleno
Transsituation Learning e Empatia
Transcendent Learning
A socialização das interpretações
Todos podemos participar desses ‘atos de criação’
Não fomos feitos para a lei, mas a lei para nós.
Em busca do aprendizado funcional
Oportunidades e Limitações
Quanto mais sabemos sobre nós mesmos, melhor
Formas de engajamento
A Filosofia de vida: a ‘situação’ no sentido mais amplo
A ‘situação’ no sentido mais restrito
A eficácia para aprender da experiência
Conclusão
A seguir no 'We’
Perguntas e Respostas

EPISÓDIO T1E09

TEORIA DO APRENDIZADO, CIÊNCIA COGNITIVA, NEUROCIÊNCIA

APRENDENDO A REFLETIR

RESUMO: "A nossa eficácia para aprender da experiência depende não apenas de como nos preparamos e das condições que encontraremos, mas também em como nós depois refletiremos sobre isso. Por ‘reflexão’, nós queremos dizer o processo de interpretar nossas experiências." E. Cell

DURAÇÃO: 3h 13min
FEATURING: Peter Jarvis, John Vervaeke, Andrew Smart, Tabitha Kirkland 

roteiro do episódio:

T1E09: Aprendendo a Refletir
A disjunção como ponto de partida
Harmonia e Disjunção
Peter Jarvis e os tipos de aprendizado
O estado de harmonia e o aprendizado em sociedade
Em estado de harmonia não há aprendizado
Situações de não-aprendizado consciente
Quando a disjunção não causa aprendizado
Rejeição e desconsideração
Exemplos de rejeição e desconsideração
O aprendizado não-reflexivo
O aprendizado reflexivo
O pensar
O pensar como forma de responder a nossas experiências
Reflective & Planning Approach
A reflexão como uma atividade pós-experiência
A relação da reflexão com as emoções
Refletindo sobre o futuro (planejamento e estrategização)
O sonhar acordado: desejando o futuro
O aprendizado pré-consciente
Implicit Learning
A habilidade de detectar e interpretar padrões
Netflix "A Era dos Dados" Ep 1: Monitoramento
O papel da intuição
Captando padrões complexos do ambiente
Quando aprendemos implicitamente a coisa errada
Conectando padrões por meio de Correlação e Causalidade
Buscando padrões causais
Insights
Não há lugar seguro contra o autoengano
Self-deception
Dissonância Cognitiva
Mentindo para si mesmo nas pequenas e nas grandes coisas
As 5 formas de autoengano
A reflexão como grande arma contra o autoengano
A neurociência da reflexão
Andrew Smart
Sobre a ociosidade
No piloto automático
A ociosidade e o auto-conhecimento
Busyness vs Business
A 'default mode network'
Ressonância magnética funcional
A descoberta
O cérebro como sistema complexo
A atividade intrínseca do cérebro
A reflexão na anatomia do cérebro
A default mode network e o auto-conhecimento
Matéria: The science of self reflection - Dr. Tabitha Kirkland  
O que molda o cérebro
Nos libertando dos próprios padrões
Mindfulness sob a perspectiva da neurociência
Aprendendo a Refletir na Prática
Descobrindo o processo de reflexão que funciona
Situações de Reflexão
Leituras Reflexivas
Reconciliando-se com o "manter" para criar
Reflexão, Contemplação e Meditação
A participação da reflexão no processo criativo
No próximo episódio: Aprendendo a ser criativo
Perguntas e Respostas

EPISÓDIO T1E11

CIÊNCIA COGNITIVA, PSICOLOGIA E NEUROCIÊNCIA

APRENDENDO A SER CRIATIVO

RESUMO: Nesse episódio, dissecamos o tema criatividade para entendê-la e colocá-la ao nosso alcance.

DURAÇÃO: 3h 13min
FEATURING: John Vervaeke, Domenico de Masi, Edward de Bono, Barbara Oakley, Jordan Peterson

roteiro do episódio:

Nos episódios anteriores...
T1E11: Aprendendo a Ser Criativo
Quem me trouxe até aqui?
O que é "Ser Criativo”?
A Criatividade como Habilidade
The Nine Dot Problem
John Vervaeke: Por que é um problema difícil?
John Vervaeke: O que está de fato envolvido no problema?
De onde deve partir o ‘frame' de atenção
John Vervaeke: Como chegar ao insight
Lateral Thinking
Edward de Bono
A mente como um sistema de criação de padrões
Voltando a habilidade de detectar e interpretar padrões
Identificando Padrões
Video: Satie - Gymnopédie No. 1
A necessidade do pensamento lateral
A função da mente é produzir o erro
John Vervaeke: Disrompendo os padrões
Como disromper os padrões?
O sequenciamento da chegada da informação
Ponto de bloqueio
A solução para o bloqueio requer uma disrupção do padrão criado
A situação criativa
Como ser mais criativo?
O cérebro em pulso
Focused vs Diffuse Thinking
O pensamento difuso
O método criativo de Salvador Dali
A técnica Pomodoro
Evitando a procrastinação: Processo vs Produto
A minha técnica
Escritórios Criativos (Google, Airbnb, Youtube, Ticketmaster, Lego, Inventionland)
Domenico De Masi: A criatividade como síntese
Entre o concreto e a fantasia
Domenico De Masi: No que consiste a criatividade?
Os grupos criativos
No próximo episódio: A Sociologia do Ócio Criativo
Perguntas e Respostas​

EPISÓDIO T1E12

SOCIOLOGIA

A SOCIOLOGIA DO ÓCIO CRIATIVO

RESUMO: Nesse episódio aprendemos porque precisamos aprender a ficar ociosos

DURAÇÃO: 3h 16min
FEATURING: Domenico De Masi, Daniel Bell, Agnes Heller, Byung-Chul Hang, Alian Corbin, Vilém Flusser

roteiro do episódio:

Previously on We
No episódio anterior...
T1E12: A Sociologia do Ócio Criativo
A visão equivocada do ócio
Albert Camus: São os ociosos que mudam o mundo
Qual é a nossa expectativa de vida?
Preparando-se para o ócio
Revendo a posição do trabalho na vida
A visão de Aristóteles
Produtividade vs Força de Trabalho: uma tendência inescapável
Revendo a posição do trabalho na vida
Os 3 grandes problemas da era pós-industrial
Uma tese para o ócio criativo
A emergência da sociedade industrial
A exaltação da dimensão criativa das atividades humanas
Em busca dos percursos da invenção teórica, da descoberta científica, da criação artística
Uma inadequação à prevalência do trabalho intelectual
As sementes de uma nova sociedade
Os 13 estudos de caso
O papel nada marginal do espírito aproximativo
A conquista da complexidade e da relatividade
O Progresso Organizacional
O Reconhecimento da Organização Ágil e do Trabalho Remoto
O impacto do ‘management'
Sociedade em transição
A sociedade pré-industrial
A sociedade industrial
A sociedade pós-industrial
As previsões de Daniel Bell para a sociedade pós-industrial
O gráfico da grande mudança
Números da nova sociedade rural: muitos produtos, poucos produtores
Números da transição para a sociedade pós-industrial
Do homo ludens ao homo sapiens
Alain Corbin e o homo ludens
O cenário na transição para o homo sapiens
Otimismo
Daniel Bell e a sociedade como obra de arte
As necessidades no mundo pós-industrial
Voltando à pirâmide de Maslow
Necessidades Materialistas e Pós-materialistas
A limitação do modelo de Maslow
O modelo de necessidades de Heller
O individuo frente a suas necessidades
Que valores então emergem?
Os valores da sociedade industrial
Os valores da sociedade pós-industrial
Confiança, ética e estética
A exigência estética
Subjetividade e emoção
Virtualidade e globalização
O valor da “Qualidade de Vida”
O que fazer então?
1. Recuperar o aproximado
2. Trabalhar de modo solidário
3. Trabalhar em qualquer parte
4. Trabalhar menos
5. Aprender a ficar ocioso
No próximo episódio: Aprendendo a se relacionar com os outros
Perguntas e Respostas

EPISÓDIO T1E13

PSICOLOGIA HUMANISTA, FENOMENOLOGIA

APRENDENDO A SE RELACIONAR COM O OUTRO

RESUMO: O que Carl Rogers e a Psicologia Humanista nos ensinam sobre as condições e características de uma relação de ajuda mútua.

DURAÇÃO: 3h 02min
FEATURING: Carl Rogers, Roberto Assagioli, Heidegger, David Chalmers, Jordan Peterson

roteiro do episódio:

Previously on We
Nos episódios anteriores: A hierarquia de Maslow e a auto-realização como direção
Nos episódios anteriores: A consciência e o salto para o subjetivo
Nos episódios anteriores: Conatus
Nos episódios anteriores: Spinoza e o mais potente dos conhecimentos
Nos episódios anteriores: Edward Cell e o aprendizado interpretativo
T1E13: Aprendendo a se relacionar com o outro
Carl Rogers
As três forças da psicologia
Uma transição: da psicoanálise para a psicosíntese
Roberto Assagioli e a Psicosíntese
Assagioli e a experiência como verdade
Jordan Peterson: 2015 Personality Lecture 10: Humanism: Carl Rogers
A consciência e o salto para o subjetivo
O ponto de partida
A experiência como autoridade máxima
Fenomenologia, David Chalmers e Consciência
The hard problem by David Chalmers
O 'ser' por Heidegger
Quando a realidade é o que você experiencia
O existencialismo: "Por que existe algo ao invés de nada?"
O pressuposto de Rogers
A Psicologia Humanista
A origem filosófica
O problema da linguagem instrumental nas relações
Mas como se comunicar se não instrumentalmente?
A resposta de Rogers
Livro: Tornar-se pessoa
As proposições centrais de Rogers
A natureza das relações
As condições para a relação que desenvolve
Condição #1: ser genuíno
Condição #2: aceitação e apreço
Condição #3: compreensão
A psicoterapia como exemplo do que são todas as relações
A motivação para a mudança
As características de uma relação de ajuda
A relação como fonte de crescimento
As relações entre pais e filhos
Trazendo para o âmbito das outras relações
As relações de ajuda eficazes
Como criar uma relação de ajuda?
Congruência
A segurança de si quanto à liberdade do outro
A compreensão empática
A consideração positiva incondicional
A confirmação do outro
O processo de tornar-se pessoa
As características da pessoa que aflora
Experienciando a si mesmo e a vivência do eu potencial
A abertura para a experiência segundo Maslow
A descoberta da positividade no centro da personalidade
A confiança no próprio organismo
A relação que torna o outro quem ele é
O que realmente significa ser o que se é
Um foco interno de avaliação
O desejo de ser um processo
O desaparecimento do eu como objeto
A aceitação dos outros
A aceitação dos outros segundo Maslow
A direção geral
Alguns mal-entendidos
Isso implica fixidez?
Isso implica maldade?
Conclusão
No próximo episódio: Aprendendo a existir: rumo a uma nova biografia
Perguntas e Respostas

EPISÓDIO T1E14

PSICOLOGIA, HISTÓRIA, SOCIOLOGIA e NEGÓCIOS

APRENDENDO A EXISTIR

RESUMO: Entendendo os desafios da auto-construção existencial em direção a uma nova biografia.

DURAÇÃO: 3h 02min
FEATURING: Eric Cline, John Vervaeke, Erich Fromm, Allain de Botton, Luiz F. Pondé, Peter Alheit, Friedrich Nietzsche

roteiro do episódio:

Previously on We
Nos episódios anteriores ...
T1E14: Aprendendo a existir
Relembrando o estudo antropológico de Ernest Becker
A necessidade por um breve estudo das civilizações
Uma timeline que interessa
O colapso da Era do Bronze
A mais profunda linha divisória da história
O que aconteceu nesse período?
O nascimento do pensamento de segunda ordem
Os personagens da Era Axial
O novo caminho da Era Axial
Pre-axial age vs axial age
Uma nova noção de sabedoria
A história de Sidarta Gautama
A vida no palácio
Analisando a componente mitológica
Marcus Aurelius: "Até dentro de um palácio é possível ser feliz"
O que o palácio representa
Os nossos dois tipos de necessidades
Erich Fromm: Modos Existenciais
Relação com Agnes Heller
Relação com Maslow
O modo 'ter’
O modo 'ser’
Fromm em "A importância da Diferença entre Ter e Ser"
Ter e ser como modos fundamentais da experiência
Mudanças idiomáticas
A confusão dos modos
A história continua
O enfraquecimento do modo ter
O encontro com o modo ser
O problema da negação do modo ter
O caminho do meio
A confusão dos modos
Modos existenciais no mundo moderno
A confusão dos modos
A confusão dos modos na pirâmide de Maslow
Estudo de caso: Campari
Modos Existenciais no caso ‘AirBnb'
Sendo economicamente significativo no mundo contemporâneo
O fenômeno do "Marketing Existencial" por Luiz Felipe Pondé
A nova ‘norma’ que forma nossas identidades, práticas e valores
Pre-axial Age, Axial Age e Modern Age
Peter Alheit
Esboço de Alheit sobre o processo de biografização
Sêneca: não da escola, mas sim da vida aprendemos
o que “aprender da vida” poderia significar hoje?
Biografia como um novo fenômeno 
A biografia pré-moderna
A biografia pré-moderna
A biografia como forma social do conhecimento
Lidando com uma nova condição existencial
O sujeito da biografia tem a vida ‘nas mãos’
A biografia e a vida não vivida
Toda a aprendizagem é aprendizagem biográfica
Integrando-se a sua biografia
O salto do currículo para a biografia
Exemplos de manifestações biográficas (mini bios, afiliações e movimentos, paixões e interesses, para quem não precisa de currículo)
Conclusão: Nietzche e a vida como arte, o vivente como artista
O eterno retorno
Um novo olhar sobre o passado
Compreensão do presente
O desejo pelo futuro
No epílogo dessa temporada: O que eu aprendi na 1a. temporada do We?
Perguntas e Respostas

2a. Temporada do We

EVENTO DE ABERTURA

Confirme seus dados nos campos abaixo para receber informações, materiais e os links de acesso ao evento

A participação no evento de abertura é gratuita.
As informações sobre como se matricular no programa WE serão fornecidas durante a palestra de abertura.

Close